Qual a diferença entre os exames de covid?

Qual a diferença entre os exames de covid?

Publicado em 16/02/2021

Com o passar da pandemia, muitos exames de testagem de covid começaram a surgir. Uns mais rápidos, outros mais demorados, eficácias diferentes, valores e por aí vai. Mas, com tantas opções, como escolher qual fazer? Descubra a diferença de cada exame de covid nesse post!

Antes de colocarmos o nome de cada exame, é preciso lembrarmos que existem dois tipos de testagem: a molecular e a de imunológicos.

1. Molecular

RT-PCR

Considerado o exame padrão, o RT-PCR possui alta eficácia nos resultados. Ele é recomendado fazer até o 12º dia dos sintomas.

Para a coleta, a análise é feita a partir da secreção respiratória através de um “cotonete gigante” chamado swab sendo introduzindo nas duas narinas ou pela garganta.

POCT-PCR

Esse exame é idêntico ao RT-PCR, a única diferença é que o resultado pode sair em questão de minutos.

Resultado de imagem para exame covid molecular

RT-PCR pela saliva

Diferente dos outros dois exames de PCR, esse coleta as amostras através de 2 ml de saliva. Ele é rápido, indolor e traz o resultado em até 72 horas após o exame. O único ponto negativo é que não é recomendado para quem está com poucos dias de sintomas, pois o resultado pode dar “falso negativo”.

 

2. Imunológicos

Sorologia

Feito a partir da coleta de sangue venoso através de uma punção na veia do paciente, é importante avisar que esse exame não detecta a presença do vírus, mas sim de anticorpos. Ou seja, ajuda a descobrir se a pessoa já teve ou não covid-19.

Esse tipo de teste é realizado em diversas tecnologias: imunoensaio enzimático (ELISA), que revela a presença de IgA e IgC, quimioluminescência  CLIA), que é baseado na emissão de luz produzida por reações químicas e discrimina IgM (fase aguda da doença) e IgG (os anticorpos de memória) e eletroquimioluminescência (ECLIA) que identifica os anticorpos totais sem fazer diferenciação entre eles.

Resultado de imagem para exame covid molecular

Testes rápidos

Também são feitos a partir da coleta de sangue, mas através de uma pequena perfuração no dedo. O sangue é colocado num kit covid e, em minutos, sai o resultado. Os testes rápidos são menos sensíveis aos resultados, sendo assim, sua eficácia pode variar muito e apresentar o “falso negativo”. Ou seja, a pessoa pode achar que não está com a doença e voltar a circular entre outros indivíduos, ajudando na possível proliferação do vírus.

Lembrando que todo exame é importante para um diagnóstico, mas cada tipo encaixa em determinado estágio da doença. Com novas tecnologias, é possível realizar exames em laboratórios e não apenas em hospitais, evitando aglomerações. Caso tenha tido contato direto com alguém que testou positivo para covid ou esteja com algum sintoma, realize um exame.

Gostaria de agendar seu exame de covid na Biolabor?

Entre em contato com a nossa central de atendimento clicando aqui.