INFORMAÇÃO PARA EXAME

TESTE SUPRESSAO CLONIDINA P/ DOSAGEM METANEFRINAS URINARIAS

a clonidina inibe a liberação de catecolaminas. No feocromocitoma, como a liberação de catecolaminas é autônoma, não ocorre supressão após a ingestão de clonidina. A importância da determinação da pressão arterial e da freqüência cardíaca é para atestarmos o efeito da medicação. Em tumores que produzem predominantemente, ou exclusivamente, epinefrina, os valores de norepinefrina reduzem-se com a clonidina

Unidade Biolabor para realizar esse exame:

Sorocaba - Campolim, Sorocaba - Penha, Sorocaba - Vergueiro, Votorantim, Sorocaba - Zona Norte, Sorocaba - Zona Oeste, Sorocaba - Éden, Salto de Pirapora, Itu, Piedade

Agendamento necessário nas unidades:

Sorocaba - Campolim, Sorocaba - Penha, Sorocaba - Vergueiro, Votorantim, Sorocaba - Zona Norte, Sorocaba - Zona Oeste, Sorocaba - Éden, Salto de Pirapora, Itu, Piedade

Preparação para o exame:

- preparo do paciente:
- proibido fumo, chá e café nas 24 horas que antecedem o teste
- suspender o uso de ß bloqueadores, assim como outras drogas que interferem na dosagem das metanefrinas, nas 48 - 72 horas que antecedem o teste
- coleta da amostra basal de urina e determinação da pressão arterial e freqüência cardíaca
- administrar clonidina 0,3 mg, via oral
- determinar pressão arterial e freqüência cardíaca a cada 30 minutos
- coleta de nova amostra após duas e três hora

OUTROS EXAMES

Selecione a primeira letra do exame abaixo ou utilize o campo para digitar o exame que procura