INFORMAÇÃO PARA EXAME

METANOL, DOSAGEM NA URINA

A exposição ocupacional é, principalmente, aos vapores de metanol e nessas condições a introdução e absorção se dá por via respiratória, embora possa ocorrer também a absorção cutânea. A ingestão oral de metanol dificilmente pode ser vista como risco ocupacional. A sua toxicidade elevada é devida à metabolização em ácido fórmico e formaldeído, sendo o único álcool alifático capaz de produzir uma acentuada acidose metabólica. O formaldeído apresenta efeitos danosos seletivos nas células retinianas. O sintoma mais importante no envenenamento pelo metanol é um distúrbio visual frequentemente descrito como "estar numa tempestade de neve"

Unidade Biolabor para realizar esse exame:

Sorocaba - Campolim, Sorocaba - Penha, Sorocaba - Vergueiro, Votorantim, Sorocaba - Zona Norte, Sorocaba - Zona Oeste, Sorocaba - Éden, Salto de Pirapora, Itu, Piedade

Preparação para o exame:

- Realizar higienização das mãos e da região genital com água e sabão;
- Iniciar a micção, desprezando o primeiro jato de urina no vaso sanitário;
- Sem interromper a micção, coletar a urina do jato médio;
- Desprezar o restante da urina no vaso sanitário;
- Fechar o frasco de coleta;

OUTROS EXAMES

Selecione a primeira letra do exame abaixo ou utilize o campo para digitar o exame que procura