INFORMAÇÃO PARA EXAME

ACIDO TRICLOROACETICO FINAL DE JORNADA

Os três hidrocarbonetos alifáticos clorados contemplados pela NR-7 atual (tetracloroetileno, tricloroetano, tricloroetileno) são absorvidos tanto por via respiratória quanto pela pele integra. O tricloroetano (TCE) e o ácido tricloroacético (TCA) são os principais metabólitos encontrados no sangue e na urina, sendo que a proporção entre as partes eliminadas varia de uma substância para outra. O processo de eliminação dos hidrocarbonetos alifáticos clorados é relativamente lento, podendo ocorrer certo acúmulo destes e de seus metabólitos em caso de exposição frequente. Os efeitos locais devido à exposição ao agente químico são: dermatites, severa irritação nos olhos e trato respiratório superior. Os efeitos sistêmicos são depressão do SNC, problemas hepáticos,
fibrilação ventricular, arritmias cardíacas, problemas renais e morte anestésica. A exposição excessiva pode acarretar narcose, cefaléia, sonolência, vômitos, náuseas e diarréia.
O tricloroetano está presente principalmente nas atividades de lavagem a seco, removedor de manchas, propelentes, limpeza de máquinas. O tricloroetileno em operações de fosfatização, solventes, desengraxantes e lavagem a seco

Unidade Biolabor para realizar esse exame:

Sorocaba - Campolim, Sorocaba - Penha, Sorocaba - Vergueiro, Votorantim, Sorocaba - Zona Norte, Sorocaba - Zona Oeste, Sorocaba - Éden, Salto de Pirapora, Itu, Piedade

Preparação para o exame:

Coletar urina do final do último dia da jornada de trabalho, ou após o período de exposição (recomenda-se evitar a primeira jornada da semana).

Não ingerir alimentos contendo conservantes ins 200 (ácido sórbico), ins 202 (sorbato de potássio), ins 203 (sorbato de cálcio), ins 201 (sorbato de sódio) e ins 420 (sorbitol), 48 horas antes da coleta

OUTROS EXAMES

Selecione a primeira letra do exame abaixo ou utilize o campo para digitar o exame que procura