Deficiência de Vitaminas? O corpo nos avisa!


Você sabia que o corpo pode nos avisar quando houver deficiência de vitaminas? Por isso é importante ficar atento aos sinais.

Quer saber como identifica-los? Então confira as dicas que preparamos pra você.

O que acontece quando estamos com deficiência de vitaminas?

De acordo com os médicos, não consumir vitaminas diariamente não irá causar doenças em si, mas “preparar o terreno” para que elas apareçam. Ou seja, o corpo terá problemas para cumprir com as suas funções normais. As vitaminas atuam como fatores importantes de todas as reações que ocorrem em nosso organismo. Quando essas vitaminas estão deterioradas, o corpo pode manifestar esta deficiência de maneiras mais que estranhas. E é preciso prestar atenção nele.

Os cinco sinais mais comuns que nos indicam a falta de vitaminas em nossa dieta diária são os seguintes:

Cantos da boca com rachaduras

Quando vemos este sinal no espelho, pode ser a indicação da falta de vitaminas do grupo B, principalmente a riboflavina (B2), a niacina (B3) e a B12, bem como a falta de ferro e de zinco. Isso costuma ser frequente em pessoas vegetarianas. A solução para os onívoros está em comer mais salmão, ovos, atum e ostras (ou peixes e frutos do mar em geral). Para os que não consomem carne: lentilha, amendoim, tomate seco, sementes de gergelim e acelga. Além disso, é bom ingerir vitamina C para favorecer a absorção de ferro. É aconselhável combinar os alimentos anteriores com brócolis, repolho, pimentão vermelho e couve-flor.

Rosto com erupções cutâneas de cor avermelhada e queda de cabelo em grande quantidade

A deficiência é de zinco. A queda de cabelo é uma causa direta de que nos falta este nutriente, cujo déficit também pode trazer problemas para cicatrizar feridas, manter a pele constantemente ressecada, aparecimento de erupções frequentes, manchas vermelhas na pele e hematomas grandes como resultado de qualquer batida. Também podemos apresentar estes sintomas por uma falta de vitamina B7 (biotina) e do grupo de vitaminas lipossolúveis, ou seja, A, D, E e K.

A solução para este problema é consumir levedura de cerveja, frutas secas, sementes de abóbora, cereais integrais, laticínios, salmão, abacate, couve-flor, champignons, framboesas e bananas.

Bochechas, braços e coxas com bolinhas vermelhas e brancas parecidas com a acne

Isso ocorre porque faltam ácidos graxos essenciais e vitaminas dos grupos A e D. A Diferentemente da acne, estes grãozinhos são de uma consistência mais “robusta”, costumam doer bastante se tentamos eliminá-los e são como bolinhas de gordura.

A solução para esta deficiência é deixar de consumir tantas gorduras saturadas ou trans e aumentar a ingestão de gorduras do tipo saudável. Acrescente à sua dieta mais salmão, sementes de linhaça, chia e oleaginosas como as nozes e as amêndoas. Se você quiser oferecer mais vitamina A ao seu corpo, coma cenoura, batata e pimentão vermelho. Você estará obtendo betacaroteno.

Mãos e pés com cócegas, formigamento e dormência

A deficiência neste caso é de vitamina B, mais precisamente a B6 (ácido fólico) e a B12. Quando não temos esses nutrientes somos afetamos diretamente nos nervos periféricos e nos que terminam na pele. Esses sintomas podem vir acompanhados de depressão, ansiedade, fadiga, anemia e desequilíbrios hormonais. A solução é consumir aspargos, espinafre, feijão, ervilha, ovos e frutos do mar.

Pés, panturrilhas, arcos do pé e parte posterior das pernas com câimbras e dor pulsante

É por falta de potássio, cálcio e magnésio. Talvez somente um deles, talvez os três. Se você começou um treino muito forte recentemente, pode ser que esteja perdendo maior quantidade de minerais e vitaminas solúveis em água (do grupo B) através do suor excessivo. Não deixe de fazer esporte se é disso que você gosta, mas trate de consumir diariamente algum destes alimentos: banana, avelã, amêndoas, abóbora, cereja, maçã, brócolis, couve manteiga, dente de leão e espinafre.

https://melhorcomsaude.com/sinais-estranhos-que-indicam-deficiencia-de-vitaminas/


Voltar


Biolabor 2018 - Todos os direitos reservados